OK

Při poskytování služeb nám pomáhají soubory cookie. Používáním našich služeb vyjadřujete souhlas s naším používáním souborů cookie. Více informací

Úvodní stránka » GREAT BOOK TAIS AWARDS » Mafalda Arnauth & Antlanthida
Mafalda Arnauth & Antlanthida
Mafalda Arnauth & Antlanthida (25 de Setembro 2015)

Mafalda Arnauth & Antlanthida — Mafalda Arnauth & Antlanthida (2015)  Mafalda Arnauth & Antlanthida — Mafalda Arnauth & Antlanthida Mafalda Arnauth & Antlanthida — Mafalda Arnauth & Antlanthida Born: Lisbon, Portugal, in October 1974
Location: Lisbon, Portugal
Label: Sony Music / HMMusic
Genre: Fado
Styles: Fado/Western European Traditions
Duration:     42:45
Tracks:
01. Vazio
02. Segura–te Meu Peito em Chamas
03. Terra do Mundo
04. O Lobo do Mar
05. O Policia
06. Cancao do Medo
07. Cancao dos Silencio
08. Cancao dos Amantes
09. O que Morreu nessa Tarbe
10. Vida a PenduraΞ   Mafalda Arnauth is a fado singer. She was born in Lisbon, Portugal, in October 1974 and started her career in 1995 when invited by João Braga to participate in a concert at S. Luis’s Theater.
25 de Setembro
Mafalda Arnauth & Atlantihda
Ficha Técnica
★   Frederico Pereira (Produção e Direcção Musical)
★   Mafalda Arnauth (Voz)
★   João Campos (Guitarra Clássica)
★   Miguel Teixeira (Viola Braguesa)
★   José Nogueira (Baixo Acústico)
★   Melanie Paula (Violoncelo)
★   Zagalo (Bateria)
★   Letras: Possidónio Cachapa / Música: Altantihda
★   Gravado na Senhora da Hora em Novembro de 2014 por Frederico Pereira
★   Misturado e masterizado no estúdio FP Lab em Dezembro de 2014 por Frederico Pereira
Review
Nuno Morais | Publicado 03 Ago, 2015, 06:44
★   Um encontro inesperado?... Acústico, orgânico, vivo e apaixonante.
★   Outras músicas, para além do fado, estiveram sempre presentes na vida e na carreira de Mafalda Arnauth. E o fado, para além de outras músicas, esteve sempre latente na sonoridade dos Atlantihda. Por isso, e se para alguns pode parecer completamente inesperado este encontro entre a cantora de Lisboa e o grupo do Porto, basta ouvir o seu álbum de estreia conjunto — singelamente intitulado “Mafalda Arnauth & Atlantihda” — para se perceber que este cruzamento de vontades, de Mafalda e dos músicos dos Atlantihda, é absolutamente orgânico, vivo e apaixonante.
★   Uma das mais aclamadas fadistas da nova geração — e uma das suas pioneiras —, Mafalda Arnauth, sabia–se, passou os últimos anos a afastar–se gradualmente do fado embora sem nunca o renegar. Os Atlantihda, também se sabia, andavam em busca de uma voz que desse corpo e alma às suas novas canções. Canções que convocam o fado, sim, mas também chamam por outras músicas tradicionais portuguesas e de outras partes do mundo, para além da música erudita contemporânea e, acima de tudo, com uma sonoridade internacional. Canções em que os grandes temas estão sempre presentes — das inevitabilidades do amor à urgência em transmitir mensagens políticas actuais — e que se inscrevem imediatamente na nova música urbana de raiz portuguesa.
★   Um encontro mais que perfeito...
★  
http://www.rtp.pt/                                 

Also:
AllMusic Review by Chris Nickson;  Score: 💫💫💫💫
💫   The crop of young fadistas currently singing have made Portugal’s fado style a thing of international joy. On her third album (the first to be released in the U.S.), Mafalda Arnauth shows that among her contemporaries, she’s the one with the most traditional heart. Having scored a Portuguese Top Ten hit with her last disc, she’s certainly ready to go global, and there’s no denying that, from the first note, the has the purity and emotion that fado demands of a singer. Unlike, say Mariza or Cristina Branco, who have both introduced new instruments and moods into the genre, Arnauth sticks to the classic backing of guitar, Portuguese guitar, and bass on her mix of vintage and new material — the newer songs being firmly within the standards of the tradition. Exquisite as the backing is — and there’s no doubting the virtuosity of the musicians — it’s Arnauth’s voice that is the centerpiece here. Liquid and limpid, it’s a gorgeous thing, perfectly suited to fado, as evidenced on “Bendito Fado, Bendita Gente.” Hers is a voice with depth; there’s none of the shallowness of pop music here. At home she's already staked her claim as one of the great modern fadistas, and with this album, Ecantamento, she looks set to repeat that everywhere. Add to that her own crystalline production, and a very tasteful choice of songs, expressed in an almost perfect manner, and you have an artist who’s keeping the flame of traditional fado burning very bright indeed.  💫   http://www.allmusic.com/Contactos:
Agenciamento
HM Música
Tlf: +351 934 450 130
Tel: +351 214 411 569
Email: hmmusica@gmail.com
Web: www.hmmusica.pt
Twitter: https://twitter.com/MafaldaArnauth
YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=8CRolb4kPDs
Facebook: https://www.facebook.com/Mafalda-Arnauth-138727902826651/
Website: http://www.mafaldaarnauth.com/
SINOPSE
💫   A Luz e o Fado são elementos indissociáveis na carreira de Mafalda Arnauth. Quando lançou o seu primeiro álbum, em 1999, abriu a caminho a uma nova geração de fadistas, que viriam a dar ao Fado uma espécie de segunda vida, deslumbrante.
💫   Seis discos depois, Mafalda Arnauth regressa em força ao seu estatuto de compositora. Sem renegar o seu “habitat” primeiro, impôs agora à sua veia criativa a urgência de não se compartimentar em qualquer espartilho.
💫   Tudo nasceu de uma enorme vontade de voltar a escrever canções. Depois veio o convite ao produtor, Tiago Machado, para em estúdio criarem uma sonoridade diferente. Estava assim iniciada esta aventura variada em termos melódicos e instrumentais, oferecendo a estes 12 novos temas histórias que resultam de um enorme impulso de positividade.
💫   “Terra da Luz” marca, sem dúvida, uma evolução: é um disco que a cantora reconhece como obrigatório, de passagem para um estado, ou estatuto, de maturidade consolidada, no ano que antecede a celebração de 15 anos de carreira. Nele cabem “De Nós em Nó”, cantado em dueto com Hélder Moutinho — um convite que Mafalda não quis deixar de fazer a uma das pessoas mais importantes na sua carreira — e “Fado”, uma versão do tema dos Heróis do Mar.
💫   Se todos os discos de Mafalda Arnauth podem ser considerados autobiográficos, este transmite essa ideia de forma mais consistente e madura.
💫   Ao vivo Mafalda Arnauth é acompanhada por Pedro Santos, diretor musical e acordeão, Fernando Júdice, no baixo, Pedro Viana, na guitarra portuguesa, Marco Oliveira, na viola de fado, e João Ferreira, na percussão.
ONDE MORA A VIDA
Letra: Mafalda Arnauth
Música: Mafalda Arnauth e Tiago Machado
Duração: 3:26
Oiço dizer, em rosário
“Não anda fácil, a vida”
Eu, que ando sempre ao contrário
Que me recuso perdida
Não sou de agoirar desgraça
E faça o que eu faça
Ando sempre ao contrário.
Alma de veia teimosa
Bicho de raça inquieta
Essa tristeza formosa
Dona de manha discreta
Entra sem pedir licença
Senhora indiferença
Vai crescendo, ditosa.
NÃO LHE HEI-DE ABRIR A PORTA
NÃO A DEIXO CÁ ENTRAR
NESTA CASA MORA A VIDA
QUE CUSTOU P’RAQUI CHEGAR
SE A TRISTEZA ANDA A SOLTA
NOUTRA RUA VÁ MORAR.
SE A TRISTEZA ANDA À SOLTA
PORQUE A HEI-DE EU APANHAR.
Por cada dia cansado
Rasgo a preguiça de ser
Invento um sonho acordado
Num copo fresco a beber.
Por cada nota descrente
Ou estrela pendente
Leve o vento esse fado.
Se ele soprar como eu
Hão-de vergar falsas dores
Se um grande amor se perdeu
Descubram-se outros amores
Deixar de fora a desgraça
E à tristeza que passa
Pedir dias melhores.ΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞΞ

Mafalda Arnauth & Antlanthida
Mafalda Arnauth & Antlanthida (2015)

NEWS

19.10.2017

Jessie Ware

19.10.2017

The Smiths

19.10.2017

Colleen

15.10.2017

Black Nite Crash

15.10.2017

Nerina Pallot

15.10.2017

LAPALUX

archiv

ALBUM COVERS IX.

Sarah Bourdon — Vallée d’argent (22 sept. 2017)
Tais Awards & Harvest Prize
Za Zelenou liškou 140 00 Praha 4, CZE
+420608841540